MINHAS MUSAS: KATE MOSS


Muita gente fica sem entender o porque de Kate Moss ser tão adorada pelos fashionistas (eu não entendia essa obsessão).
A londrina, que foi descoberta em 1988, aos 14 anos, viu sua carreira deslanchar aos 15, quando tirou fotos em preto e branco para a revista britânica “The Face”.
Em 2004, a modelo garantiu a 8ª posição na eleição da revista Celebrity Sleuths das 25 Mulheres mais sexys do mundo. Segundo a revista Forbes, Kate Moss foi, em 2006, a 2ª modelo mais bem paga do mundo, com ganhos estimados em 9 milhões de dólares, em 2007 a 3ª, com ganhos a rondar os 7,5 milhões e em 2008 novamente a 3ª, com 8,5 milhões.
Kate Moss foi colocada na 2ª posição na lista das “20 modelos-ícones” publicada pelo site Models.com.
Moss passou por um “perrengue” danado, quando o tablóide inglês Daily Mirror exibiu fotos onde ela consumia fileiras e mais fileiras de cocaína.

Amigos da modelo, entre eles Naomi Campbell, Helena Christensen, Alexander McQueen e o ex, Johnny Depp, ajudaram a diva a se manter firme, dando apoio publicamente.
Kate deu a volta por cima e, em 1 de janeiro de 2009, recebeu a honra de dama da Ordem do Império Britânico.










Agora você entendeu? Eu entendi! =D

OU TO NO


O outono, estação que precede a favoritíssima, che-gou!!! o/

Mas, como vivemos em um país onde essas estações não são assim tããão definidas, vale a pena a gente dar uma equilibrada entre pesado e leve. Algo tipo casacões com shortinhos, regatinhas com calças e aquele cachecol pra dar uma estilizada, botas e as pernocas de fora… Deu pra ter uma idéia?
Olha só!










Delícia, né?!

QUAL É O PENTE QUE TE PENTEIA?



Nós, que não temos os cabelos mais fáceis do mundo, temos que nos virar para conseguirmos nos olhar no espelho com gosto. Tá certo que não é nem um bicho de sete cabeças, mas nossos cachos precisam, de fato, de um carinho a mais.

Existe um blog, o Cabelo Bom, que dá altas dicas para nossos lindos cabelos e, a pedido da amiga Lu, tem também boas dicas para cabelos crespos, que vocês podem ver bem aqui.
Segue um trechinho do post:
“É inegável dizer que existe uma pressão social e estética a favor dos fios retos, que nos faz desde cedo tentar cuidar do cabelo crespo da forma errada. Cortamos, lavamos, penteamos e secamos o cabelo crespo como se ele fosse liso, e é claro que ele não fica da maneira que gostaríamos. Não temos informação suficiente sobre como cuidar do nosso tipo de cabelo, ao contrário, somos bombardeadas com a ideia de que o liso dá menos trabalho e é mais bonito. Assim, compramos essa verdade e viramos escravas de uma rotina de cuidados e tratamentos que certamente são mais desgastantes para nós e para o fio do que tratá-los da maneira recomendada para o tipo dele.”

Uma coisa eu já digo: Vale MUITO a pena ver o blog inteiro!

Menu